Logo Projeto DSD Consultores

Administração, DSD, Finanças - 08/03/2021

Dobramos o faturamento priorizando o emprego das pessoas

Achamos uma forma sustentável de manter o emprego das pessoas na pandemia pela gestão financeira.

No ano da pandemia (2020), dobramos o faturamento de venda com um trabalho de gestão financeira! Enquanto o mercado se retraía, devido à baixa nas vendas, saímos à frente, trabalhando a partir dos números do próprio negócio e com uma nova estratégia comercial. Em vez de vender produtos, nós estabelecemos um negócio: vendemos a solução para resolver a dor do cliente. 

Embora essa fosse uma empresa consolidada no mercado e financeiramente saudável, seus resultados eram constantes até o ano de 2019. Então analisamos, juntos, os números do negócio para identificar práticas administrativas e financeiras da empresa que poderiam mudar. Com base nesse estudo, estabelecemos metas e criamos um plano estratégico.

A pandemia ameaçou as metas de vendas e o emprego das pessoas

Ainda sem a chegada da Covid-19, iniciamos o ano de 2020 acima da meta, obtendo êxito na execução do nosso planejamento. Porém, no final de fevereiro o vírus chegou ao Brasil e a nossa realidade mudou, pois as vendas começaram a cair. 

Assim, com menos dinheiro entrando, um time de funcionários ociosos e a folha de pagamento “pesando” no bolso, começamos a nos perguntar: “Vamos mandar funcionários embora?”. Mas não era isso o que nós queríamos, por entender que essas pessoas precisavam do trabalho. Não eram números, mas vidas que estavam em jogo! 

Então decidimos rever o plano e buscar uma maneira sustentável de privilegiar o emprego das pessoas. Com mais saídas do que entradas, precisávamos cortar (ou suspender) algumas contas de forma a manter o pagamento dos salários.

Sendo assim, fizemos um levantamento de todas as contas da empresa e vimos que a folha de pagamento tinha o mesmo valor dos impostos. Logo, interrompemos o pagamento dos impostos, deixando para negociar com o governo posteriormente, e mantivemos a equipe.

A empresa remou contra a maré e saiu na frente da concorrência

Só que trocar a conta dos impostos pela conta da folha não resolveria o problema se essas pessoas permanecessem ociosas e improdutivas. Foi quando resolvemos seguir o caminho contrário ao da maioria: no mês que as vendas mais caíram, seguramos todas as contas, pegamos o estoque que já tínhamos e aceleramos a produção.

Nós sabíamos que mais adiante o mercado voltaria a se movimentar e a procura aumentaria. Consequentemente, enquanto a concorrência buscasse recursos para se reerguer, visto que provavelmente teria de recomeçar a produção (e talvez contratar novos colaboradores), nós já estaríamos prontos para atender o nosso público!

Privilegiar os empregos possibilitou dobrar o faturamento

Assim planejamos, nos preparamos e saímos à frente, privilegiando as necessidades das pessoas (funcionários e clientes), aproveitando com sabedoria as oportunidades que a crise nos trouxe. O resultado desse trabalho foi dobrar o faturamento em um ano economicamente difícil, construir uma nova fábrica e não só manter, mas aumentar os empregos para a população.

Se você, como este meu cliente, tem uma boa empresa, mas deseja alcançar outro patamar, entre em contato. Vamos encontrar, juntos, a oportunidade que está dentro do seu negócio e fazer acontecer!

Quero fazer a empresa crescer

.

Imagem de Free-Photos por Pixabay

Escrito por:
Francisco Barbosa Neto

Diretor da DSD Consultores, iniciou sua atividades em 1989 com atuação em Gestão Empresarial. Como consultor, tem ajudado as pessoas a não perderem dinheiro com o seu negócio, mostrando uma nova maneira de pensar, agir e medir com relação à gestão financeira.