Projeto DSD Consultores

Terminologia - 17/11/2009

Terminologia da administração financeira

Fundamental para o entendimento das operações financeiras.

1. Agregar Valor

É o resultado da experiência do cliente, no ato da compra.

2. Ativo Circulante

São contas que representam as disponibilidades e os direitos realizáveis em curto prazo, ou seja, dentro de um ano. Exemplo: caixa, bancos, contas a receber e estoque a realizar.

3. Amortização

É a perda do valor na aquisição de direitos da propriedade e gastos considerados pré-operacionais.

4. Balanço Patrimonial

São os valores materiais da empresa (bens e direitos) que estão na empresa, dívidas com terceiros e as obrigações com os sócios.

5. Capital

Representa o dinheiro aplicado pelos sócios para a formação do patrimônio inicial.

6. Capital de Giro

Montante de recursos de curto prazo que uma empresa necessita para desenvolver suas atividades, durante um período.

7. CMV

Custo da mercadoria vendida, aplicado as empresas comerciais.

8. CPV

Custo do produto vendido, aplicado as empresas industriais.

9. Criatividade

Habilidade de ter ideias e fazer a escolha certa.

10. CSP

Custo do serviço produzido, aplicado às prestadoras de serviço.

11. Comissão de Venda

É um percentual pago sobre a venda realizada.

12. Competitividade

É a capacidade de fazer algo que os outros não podem ou têm dificuldades.

13. Custeio

Método para a apropriação de custo do produto, serviço ou mercadoria.

14. Custo

Valores gastos na aquisição de mercadoria, na elaboração de produto ou na execução de serviço.

15. Demanda

É a quantidade de um produto, serviço ou mercadoria que o consumidor deseja adquirir por um preço determinado, durante um período de tempo.

16. Demonstrativo de Resultados

Diz respeito a sua receita, custo e despesas num dado período, que tem como resultado o lucro / prejuízo.

17. Depreciação

É o custo ou despesa decorrente do desgaste ou obsolescência dos ativos imobilizados da empresa.

18. Desmobilização

É uma operação de venda de imóvel, equipamentos ou máquinas de uma empresa.

19. Despesa

Valores gastos na comercialização de mercadorias, produtos ou serviços e na administração das atividades empresariais.

20. Despesa Fixa

São os gastos realizados para o adequado funcionamento da empresa, independente do valor / volume das vendas. No nosso caso: despesa administrativa / financeira.

21. Despesa Variável / Custo

São os gastos realizados em função das vendas realizadas. No nosso caso: despesa de venda e custo (mercadoria, produto ou serviço)

22. Desconforto

É o que abate o ânimo.

23. Desejo

É uma emoção, um sentimento de possuir, algumas vezes consciente ou reprimida.

24. Diferido

Representa os gastos com projetos que vão proporcionar resultados futuros e despesas financeiras que serão apropriadas em exercícios futuros.

25. Estoque de Segurança

É o estoque máximo mais uma quantidade para prevenir possíveis atrasos na entrega por parte do fornecedor.

26. Estoque Mínimo

É a quantidade mínima no estoque para cobrir possíveis variações (atraso, retrabalho, aumento de demanda, etc.)

27. Estoque Máximo

É o resultado da soma do estoque mínimo mais o lote de compra.

28. Exigível a Longo Prazo

Agrupa as obrigações com prazo de vencimento superior a um ano.

29. Expectativa

Esperança fundada em supostos direitos.

30. Fluxo de Caixa

Diz respeito às contas pagas e recebidas e à projeção futura das entradas e saídas de dinheiro no caixa, num determinado período.

31. Gasto

Tudo o que se desembolsa para atender às finalidades da empresa, mediante as atividades de venda, administração e financeira.

32. Giro de Estoque

É a quantidade de vezes que o estoque da empresa é vendido em determinado período.

33. Imobilizado

Agrega os bens móveis e imóveis necessários à atividade, não destinados a venda.

34. Imposto sobre a Venda

É um valor sobre as notas fiscais emitidas.

35. Inadimplência

É o não pagamento até a data de vencimento de um compromisso financeiro.

36. Inovação

Habilidade de colocar as ideias para funcionar.

37. Investimento

Valores aplicados na aquisição de bens utilizados nas atividades operacionais por vários períodos.

38. Liderança

Convencer as pessoas que podem ser conduzidas para algum ponto vantajoso no futuro.

39. Liquidez

Diz respeito a ter dinheiro no caixa para conseguir honrar os compromissos do dia e os encargos contratuais assumidos.

40. Lote de Compra

É a quantidade de material a ser adquirido em cada operação de reposição de estoque, onde os custos de aquisição e estocagem são os mínimos para um período considerado.

41. Lucro / Prejuízo

Diferença positiva ou negativa entre a venda, custo e despesa, obtido através do demonstrativo de resultado.

42. Lucratividade

Indica o percentual de ganho sobre as vendas realizadas.

43. Lucro Bruto

É a diferença entre a venda bruta e o custo (mercadoria, produto ou serviço).

44. Lucro Líquido

É o lucro operacional menos as despesas tributárias (IRPJ e CSLL).

45. Lucro Operacional

É a venda bruta menos o custo (mercadoria, produto ou serviço) e as despesas (venda, administrativa e financeira).

46. Margem de Contribuição

É a diferença entre a venda o custo da mercadoria, produto ou serviço e a despesa de venda (impostos, comissão) e indica quanto a empresa dispõe para pagar as despesas (administrativa e financeira) e gerar o lucro.

47. Necessidade

Falta de algo indispensável, útil ou cômodo.

48. Margem de Lucro

É um valor que o empresário quer obter da venda de mercadoria, produto e serviço para:

  • Repor a necessidade de capital de giro
  • Investimento em ativo fixo
  • Retorno de capital investido, considerando a taxa mínima de atratividade
  • Divisão de lucro para os sócios
  • Desenvolvimento de novos produtos / serviços

49. Mark-up

É um fator que aplicado ao custo do produto, serviço ou mercadoria estabelece o preço de venda.

50. Meta de Venda

É a previsão de “o quê”, “quanto” e “quando” será vendido para cada cliente.

51. Passivo Circulante

São as contas que representam obrigações da empresa e que deverão ser pagas dentro de um ano. Exemplo: empréstimos bancários, fornecedores a pagar e as despesas provisionadas.

52. Patrimônio Líquido

Representa os valores que os sócios têm na empresa, num determinado momento, representados pelo capital social, lucros (auferidos) ou prejuízos (suportados).

53. Planejamento Orçamentário

É definir quanto de lucro a empresa gostaria de ter num período.

54. Ponto de Equilíbrio

É o valor e/ou a quantidade vendida para cobrir o custo e as despesas (variáveis e fixas). Neste ponto a empresa não apresenta nem lucro, prejuízo.

55. Preço de Venda

É o valor que deverá cobrir o custo da mercadoria, produto ou serviço, as despesas variáveis e fixas e ainda sobrar um lucro líquido adequado.

56. Produtividade

É produzir e/ou vender com menos recursos.

57. Provisão

É uma reserva que as empresas devem fazer no fluxo de caixa para futuros pagamentos.

58. Realizável a Longo Prazo

São as contas que representam os direitos realizáveis a longo prazo. Exemplo: empréstimo que a empresa concede.

59. Receita Operacional

Rendimentos obtidos por uma empresa, através da atividade principal.

  • Venda Bruta
  • Inadimplência

60. Receita Não Operacional

Rendimentos obtidos por uma empresa, através de transações (atípicas ou extraordinárias)

  • Antecipação
  • Desmobilização
  • Empréstimo

61. Regime de Caixa

As entradas e as saídas são contabilizadas quando o dinheiro efetivamente troca de mãos. Se vender um serviço em março de R$ 100,00 a prazo (30dd), a entrada será contabilizada em abril.

62. Reserva de Capital

Representa os valores com os quais se aumentará o capital social ou para absorver o prejuízo.

63. Reserva de Lucro

Representa a retenção de lucro por parte da empresa.

64. Regime de Competência

As vendas e as despesas são contabilizadas na data da transação, independente de estarem pagas / recebidas ou não.

65. Rentabilidade

Indica o percentual de remuneração do capital investido na empresa.

66. Retorno do Capital

É o prazo, em meses, do retorno do investimento.

67. Venda Bruta

Refere-se ao valor financeiro realizado à vista e a prazo pela empresa, ou seja, é a quantidade de mercadorias, serviços ou produtos vendidos, multiplicados pelo seu respectivo preço unitário de venda.

68. Visão Contábil

Tem o enfoque de atender às exigências fiscais, apresenta uma visão do que aconteceu.

69. Visão Gerencial

Tem o enfoque de registrar os eventos que ocorrem, fornecendo dados para a tomada de decisões a curto, médio e longo prazo.

70. Venda Líquida

É a venda bruta menos os impostos da venda e devoluções.

71. Sonho

Vontade, desejo, projeto de vida, busca de auto-realização.

72. Sucesso

Está muito mais ligado ao buscar do que chegar, pois dá-lo como realizado é o início do fim.

 

 

 

Escrito por:
Francisco Barbosa Neto

Diretor da DSD Consultores, iniciou sua atividades em 1989 com atuação em Gestão Empresarial. Como consultor, tem ajudado as pessoas a não perderem dinheiro com o seu negócio, mostrando uma nova maneira de pensar, agir e medir com relação à gestão financeira.