Projeto DSD Consultores

Administração - 19/08/2013

Administração financeira – O que todo empreendedor deveria saber?

Para ter sucesso, o empreendedor precisa acreditar em si, amar o que faz, ter disciplina, seriedade e dedicação.

Conheça os controles fundamentais para uma boa administração financeira e entenda melhor seu negócio.

Para ter sucesso como empreendedor é necessário muito mais que uma boa ideia, é preciso acreditar em você, amar o que faz, ter disciplina, seriedade e dedicação. É fundamental entender que não somos limitados pela concorrência ou mercado e, sim por não entender a origem dos erros cometidos. Mas existe uma coisa que é deixada de lado e que tem levado muita gente a lona, que é não controlar, medir e avaliar as atividades na administração financeira, não só para tomada de decisões, mas também na prestação de contas.

Controles fundamentais na Administração Financeira:

 1.    Planejamento Orçamentário

Estabelecer quanto a empresa gostaria de lucrar, para tanto é necessário conhecer seu custo e suas despesas, estabelecer quais (produtos / mercadorias / serviços) dão mais Margem Bruta (Preço – Custo), estabelecer um Plano de Contas (Gerencial) para estabelecer o quanto gastar por cada conta, saber calcular o Ponto de Equilíbrio (Lucro igual à zero), saber qual é o melhor sistema tributário (Lucro Real, Lucro Presumido, Simples) para pagar menos imposto.

O Planejamento é feito olhando para o passado, pois esse nós conhecemos, e imaginando as possíveis mudanças futuras, implantar o processo de Análise por Diretrizes (objetivo + valor + tempo + método).

2.    Demonstrativo de Resultado

Essencial para a avaliação da administração financeira. Este indicador mostra se a operação no mês teve Lucro ou Prejuízo, avalia perfil das entradas (valor à vista e a prazo), os descontos praticados nas vendas, o custo real (produtos/ mercadorias / serviços), percentualmente quanto cada conta participou no resultado da venda e qual foi a Margem de Contribuição (preço – despesa de venda – custo) por produtos / mercadorias / serviços ou a sua respectiva família.

3.    Fluxo de Caixa

O que ele apresenta não é o Lucro, mas a Liquidez que é o registro e controle de quanto e quando o dinheiro entrou e saiu do caixa e as projeções futuras de entradas e saídas de dinheiro em um determinado período (diário, semanal, mensal) com a finalidade de saldar os compromissos assumidos, sem a necessidade de atrasar pagamentos a fornecedores, instituições financeiras ou fiscais, antecipar recebíveis ou recorrer a empréstimos de terceiros.

De forma resumida permite ver quanto está sendo gasto em cada atividade do negócio e quem são os clientes e fornecedores mais importantes. É o pulmão da administração financeira.

4.    Balanço Patrimonial

É um relatório que mostra todos os recursos que estão sendo movimentados pela empresa em um determinado momento. Este relatório é dividido em duas partes:

             Ativo                    Passivo
Dinheiro Disponível           Empréstimos
Banco Fornecedores a pagar
Contas a receber Impostos a pagar
Estoque Comissões a pagar
Imobilizado Salários a pagar
          Capital Próprio

 

5.    Endividamento Geral

É necessário conhecer o endividamento de curto e longo prazo. O que acontece na maioria das empresas é que elas geram lucro, mas não é o suficiente para pagar as prestações da dívida, investimento e juros bancários e aí começa o círculo vicioso de fabricar dinheiro a qualquer custo sem medir muito as consequências futuras.

Os cinco controles acima devem ser conhecidos por todos os empresários e são a base da administração financeira de qualquer negócio.

Escrito por:
Francisco Barbosa Neto

Diretor da DSD Consultores, iniciou sua atividades em 1989 com atuação em Gestão Empresarial. Como consultor, tem ajudado as pessoas a não perderem dinheiro com o seu negócio, mostrando uma nova maneira de pensar, agir e medir com relação à gestão financeira.

mautic is open source marketing automation