Projeto DSD Consultores

Finanças - 14/01/2011

A Importância do Fluxo de Caixa

Falta dinheiro para pagar as contas? Veja a importância do Fluxo de Caixa para ajudar a acabar com a falta de liquidez.

Se você está tentando entender porque falta dinheiro para pagar as contas da empresa no final do mês ou existe uma captação sistemática de recursos através de empréstimos, descontos de recebíveis, uso de cheque especial, atraso de pagamentos ou outros, a principal causa é que não fomos educados em casa e na escola para entender o quanto precisamos ganhar, quando e com o que devemos gastar e quando. Entretanto é preciso começar a aprender e reconhecer a importância do Fluxo de Caixa para a sobrevivência do negócio.

É normal o empresário ficar preocupado com as vendas, e não avaliar os prazos médios de recebimentos e pagamentos, não controlar as despesas fixas e a margem bruta (preço – custo) do produto, serviço ou mercadoria comercializada. Na maioria dos casos, o seu dinheiro está em contas a receber ou estoque e não no saldo disponível (caixa e banco). Sendo assim, torna-se necessário utilizar controles financeiros que permitam saber quanto de dinheiro em espécie existe na empresa.

O Fluxo de Caixa é uma ferramenta que facilita este trabalho, independente do ramo de atividade, porte ou setor de atuação e é considerado o “pulmão da empresa”. O que ele apresenta não é o lucro, mas o registro e controle de quanto e quando o dinheiro entrou e saiu do caixa em um determinado período de tempo (diário, semanal, mensal), com a finalidade de manter no saldo disponível um nível de dinheiro (liquidez) que permita saldar os compromissos assumidos, sem a necessidade de atrasar pagamentos a fornecedores, instituições financeiras ou fisco, fazer aporte de capital, vender parte do imobilizado, antecipar cheques, cartões de crédito e duplicatas, recorrer a empréstimos de terceiros ou utilizar cheque especial, pois os juros praticados atualmente são muito altos.

Funcionalidades que ressaltam a importância do Fluxo de Caixa:

  • Planejar e controlar as entradas e saídas de caixa num período de tempo pré-estabelecido;
  • Controlar os gastos por cada tipo de conta gerencial;
  • Conciliar os bancos;
  • Manter o saldo disponível atualizado;
  • Planejar a reposição do estoque em função dos prazos de pagamentos e da disponibilidade de caixa;
  • Planejar compras à vista para obter desconto;
  • Planejar melhores políticas nos prazos de pagamentos e recebimentos;
  • Lançar as entradas e saídas futuras;
  • Visualizar o saldo de caixa no futuro;
  • Auxiliar na tomada de decisões antecipadas sobre a falta ou sobra de dinheiro;
  • Projetar a capacidade de pagamentos futuros antes de assumir novos compromissos;
  • Analisar a necessidade de capital de giro.

Como começar a elaborar o Fluxo de Caixa:

  • Um Fluxo de Caixa sem previsões tem pouca utilidade. O ideal é poder comparar o real x previsto, avaliar as causas das variações e direcionar as ações necessárias;
  • Organize os dados da empresa, para que possam ser gerenciados de forma correta;
  • Estabeleça uma projeção de vendas mês a mês, tomando como base as vendas mensais nos últimos 12 meses, avalie o cenário econômico e as metas traçadas para o ano;
  • Na projeção de custos e despesas considere a inflação para o período;
  • Considere novos fatores que podem influenciar no caixa como quantidade de clientes, investimentos, necessidades de crédito, contratações, ou mudanças no cenário econômico;
  • Faça previsões para os pagamentos de férias e 13º salário;
  • Conheça as despesas fixas e variáveis;
  • Não trabalhe com períodos longos de Fluxo de Caixa (comece com três meses);
  • Registre e tenha um documento comprobatório de todo e qualquer movimento financeiro ocorrido. Seja sistemático!
  • Evite pagamentos em dinheiro, a tendência é não controlar o histórico;
  • Evite pagamentos de contas da empresa com cheques do(s) sócio(s);
  • Não confunda pessoa física com jurídica;
  • O controle do fluxo de caixa deve ser diário;
  • Na primeira hora de trabalho, faça a conciliação bancária para lançar as tarifas e encargos (nas saídas) e comparar os lançamentos feitos pelo banco x controle financeiro da empresa. Somente desta forma o seu saldo disponível se manterá sempre atualizado;
  • O saldo disponível da empresa não vai bater com o extrato bancário, porque existe um intervalo de tempo entre a emissão/recebimento do cheque e a operação bancária;
  • Atenção aos extratos bancários para não contabilizar como dinheiro no caixa: cheques devolvidos, pagamentos feitos com cheques e que ainda não foram depositados ou depósito/cobrança vinculada;
  • Revise e atualize continuamente os valores de entradas e saídas;
  • Tenha atenção com a sazonalidade das vendas;
  • Conheça a origem dos recebimentos;
  • Controle o destino dos pagamentos;
  • Tenha sempre uma reserva de caixa para eventuais gastos que não estavam previstos;
  • Controle os pagamentos de grandes valores (estoque), para evitar problemas de insuficiência de caixa;
  • Avalie seu capital de giro quando o fluxo de caixa ficar negativo por um longo tempo;
  • Lembre que o saldo final de caixa não é lucro.
Escrito por:
Francisco Barbosa Neto

Diretor da DSD Consultores, iniciou sua atividades em 1989 com atuação em Gestão Empresarial. Como consultor, tem ajudado as pessoas a não perderem dinheiro com o seu negócio, mostrando uma nova maneira de pensar, agir e medir com relação à gestão financeira.

  • valdir a. carvalho.

    Parabens pelo conteudo da matéria é muito bom… Continuem assim…
    Obrigado

    Valdir Carvalho.

  • Joao Batista

    Gostei muito desta leitura, muito profunda. É a primeira vez que estou vendo este site, mas ja tá me ajudando muito. Muito bom mesmo amigo.

  • AFONSO MÜLLER

    Olá Professor Francisco Barbosa Neto: Muito Show: Explicito, direto, simples… adorei, apresentarei aos meus alunos para formação acadêmica. Afonso Müller

  • Bruno Bernardes

    Leitura muito clara e fácil de ser compreendida. Gostei muito da abordagem sobre Fluxo de Caixa.

  • Bruno Bernardes

    Leitura muito clara e fácil de ser compreendida, gostei muito da abordagem sobre Fluxo de Caixa.

  • José Américo

    Excelente a informação disponível. Facil acesso e entendimento.

mautic is open source marketing automation